jusbrasil.com.br
16 de Outubro de 2018
    Adicione tópicos

    TSE dá direito de resposta à Dilma no site da revista Veja

    Folha Política
    Publicado por Folha Política
    há 4 anos

    Imagem: Reprodução / Redes Sociais O TSE concedeu, neste sábado (25), direito de resposta à coligação Com a Força do Povo, da presidente e candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), contra a editora Abril, que edita a revista "Veja".

    O pedido foi feito pelo PT após a publicação de reportagem em que o doleiro preso Alberto Youssef, preso na operação Lava Jato, teria dito em depoimento que o Dilma e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sabia do esquema de desvio de dinheiro público da Petrobras.

    A decisão, concedida pelo ministro Admar Gonzaga, obriga, em caráter liminar (provisório), a editora Abril publicar no site da revista "Veja" o direito de resposta solicitado pela coligação de Dilma.

    Leia também:

    'Só Deus sabe' o horário da divulgação do resultado das eleições, diz presidente do TSE

    Resolução do TSE para as eleições deste ano gera polêmica

    Ex-advogado do PT assume presidência do Tribunal Superior Eleitoral

    Dono de banca de jornal denuncia que petistas compraram todos os exemplares da VEJA para impedir a leitura; assista

    Homem denuncia que prefeitura petista retirou exemplares da Revista Veja e ameaçou donos de bancas; veja

    Vídeo mostra o resultado da depredação, por parte de militantes, da sede da Revista Veja; assista

    TSE proíbe Veja de fazer propaganda de capa

    Sede da Revista Veja é vandalizada e depredada por militantes

    Humorista Marcelo Madureira pede que a população se una contra o projeto de poder do PT; veja

    Washington Post analisa pesquisas e diz que todos os institutos subestimaram os votos de Aécio

    Lula diz que não lê a 'Veja' e que não acha nada de denúncia de Youssef

    Campanha de Dilma pede para suspender divulgação da revista Veja; TSE nega

    Dilma chama denúncia da revista Veja de 'terrorismo eleitoral' e garante que haverá punição

    Reportagem de capa da revista VEJA expõe que Lula e Dilma 'sabiam de tudo'

    A publicação da reportagem causou uma intensa batalha judicial entre o PT e a editora Abril e aumentou a tensão junto a militantes petistas. Na madrugada deste sábado (25), a sede da Editora Abril, em São Paulo, foi alvo de vândalos que fizeram pichações e jogaram lixo em frente ao local. Os atos causaram reação de Dilma e do candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves.

    De acordo com a decisão do ministro Gonzaga, a Abril fica obrigada a veicular, imediatamente, o texto determinado pelo TSE.

    A publicação deverá ser 'no mesmo lugar e tamanho' em que a capa da revista com a reportagem sobre Youssef foi exibida.

    A decisão diz ainda que o texto inicialmente proposto pelo PT para ser publicado como direito de resposta teve de ser alterado pois estava 'impregnado de expressões impertinentes' e que poderia gerar novo pedido de resposta.

    A assessoria de imprensa da "Veja" informou que vai recorrer da decisão na Justiça. Ontem, a revista disse em nota que Dilma, ao atacar a revista, criticou o "mensageiro", mas que o "cerne do problema" foi produzido pelos fatos "degradantes" na Petrobras.

    Leia também: Parecer aponta superfaturamento de R$ 613 milhões em obras de Abreu e Lima

    "Estarrecedor", diz Dilma sobre depoimento de ex-diretor

    Dilma diz que oposição usa caso Petrobras para dar 'golpe' no país

    MPF denuncia corrupção em licitação da Transpetro em Araçatuba

    Dinheiro desviado da Petrobras foi para campanha em 2010, diz ex-diretor

    Ex-diretor da Petrobrás diz que 3% dos contratos 'eram para atender ao PT'

    Costa e Youssef dizem que tesoureiro do PT operava desvios na Petrobras

    Ex-contadora de doleiro diz ter repassado dinheiro para pagar multa do mensalão

    Ex-diretor da Petrobrás diz que pagou propina a PT, PMDB e PP

    Ex-diretor diz que ex-ministra de Dilma recebeu R$ 1 mi de esquema na Petrobrás

    A revista termina dizendo que reconhece em Dilma uma defensora da liberdade de imprensa e que espera que essa qualidade não se abale quando são revelados fatos que lhe "possam ser pessoal ou eleitoralmente prejudiciais".

    De acordo com a decisão, o texto a ser veiculado pela revista em seu site será:

    Leandro Prazeres

    UOL

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)