jusbrasil.com.br
20 de Setembro de 2017
    Adicione tópicos

    Delator revela pagamentos de propina para o IBOPE

    Folha Política
    Publicado por Folha Política
    há 4 meses
    Em sua delação premiada, Ricardo Saud, da JBS, ao ler uma lista de notas fiscais que estava apresentando, mencionou uma nota fiscal (nº 12.247), no valor de R$ 300 mil, de 21/7/2014, para o instituto de pesquisas IBOPE. Perguntado se estava mesmo tratando do instituto, ele confirmou: o IBOPE nacional, de pesquisas. "Fazia pesquisa pra eles [políticos] e eles pagavam com essas propinas, porque o IBOPE recebia propina". Saud ainda esclareceu: "nunca fez um serviço pra nós, pro grupo [JBS]".
    Acesse 6 documentários completamente gratuitos explicando como o PT tentou implantar uma agenda totalitária no país com ajuda de ditaduras aliadas e como foi impedido pela população
    Mais à frente no depoimento, ele apresenta várias outras "notas frias" do IBOPE, em meio a outras notas frias. Diz: "Essas empresas nunca prestaram serviços para nós, todas as notas são frias e todos os contratos são falsos". Afirma que o Instituto entregava contratos e pesquisas "frios" para que ele apresentasse caso questionassem. O entrevistador pergunta: "e essas pesquisas, ele inventava? Nunca fez?". Saud diz: "mandava qualquer pesquisa".

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)